O amor é assim mesmo.
É cheio de quedas e cheio de buscas.
É cheio de sonhos; poesias e fantasias.
O amor ultrapassa a fronteira da razão...
tudo supera; tudo sublima; tudo perdoa e
tudo apazigua.
Basta um olhar e como mágica
ilumina todo nosso corpo.
Parece ate que temos asas; longas-asas;
e que podemos voar tão alto quanto a dimensão
do nosso amor.
O amor é um pouco partida; um pouco chegada;
é fogo; é água e sal...
É viver plenamente cada segundo
da nossa existência.
O amor...o verdadeiro amor; não admite rótulos;
não suporta mascaras; não permite dúvidas
e não pode ser ocultado.
Inconfundíveis são os rostos das pessoas
que amam e dos que são amados...
colorem tudo em sua volta.
O amor é rico... é pobre... é novo... é velho...
é preto e branco...
O amor é a essência da própria vida.
É nascimento... é vida e morte...o amor é
 assim...simples; sereno; raro e eterno...
inconfundível e encantador...


Autora: Thais de Lemos Costa